Arquivo da tag: Arte

arcoweb | Filme sobre autoconhecimento pela arquitetura estreia em SP e RJ

Texto retirado do portal Arcoweb.

LA SAPIENZA, LONGA-METRAGEM DO DIRETOR EUGÈNE GREEN, CHEGA ÀS SALAS DE CINEMA DE SÃO PAULO E RIO DE JANEIRO NO DIA 10 DE SETEMBRO

O mais recente filme do diretor nascido em Nova York, mas radicado em Paris, Eugène Green, conta a história de um brilhante arquiteto que, atormentado pela sua falta de inspiração, resolve embarcar em uma viagem de renovação, por meio dos estudos da arquitetura do lendário Francesco Borromini. Texto retirado do portal Arcoweb.

Ao lado de sua esposa, vão à pequena cidade de Stresa, onde encontram um casal de irmãos. “Juntos, os quatro começam a viver uma série de experiências que irão mudar suas vidas”, diz a sinopse.

O longa-metragem, cujo nome é uma referência à Igreja Santo Ivo Della Sapienza, construída no século XVII por Borromini em Roma, abriu o Indie 2014 em São Paulo. Também recebeu indicações nos festivais de Locarno, de Nova York e de Toronto, e ganhou o prêmio de melhor do Festival de Sevilha, todos em 2014.

Confira as pré-estreias em São Paulo e Rio de Janeiro:

São Paulo
CineSesc – de 3 a 9 de setembro, às 21h
Espaço Itau Frei Caneca – 8 de setembro, às 19h
Espaço Itau Augusta – 8 de setembro, às 19h50

Rio de Janeiro
Espaço Rio Design – 8 de setembro, às 20h
Espaço Itau Botafogo – 8 de setembro, às 20h30

Assista o trailer:

Arcoweb | Arquitetos disponibilizam croquis de São Paulo para colorir.

OS DESENHOS, DISPONIBILIZADOS GRATUITAMENTE PARA IMPRESSÃO, RETRATAM DIVERSAS CONSTRUÇÕES DA CAPITAL PAULISTA 

Inspirado na tendência dos livros de colorir e seus princípios terapêuticos, o escritório de arquitetura e urbanismo Terra Urbanismo disponibilizou um conjunto de croquis para serem coloridos com qualquer técnica. A ideia é publicar periodicamente diferentes edifícios, situações cotidianas e paisagens de São Paulo. 

O objetivo, segundo os idealizadores, é promover o divertimento, mas também a revalorização da história da cidade, além de recriar a identidade com o espaço urbano.

Baixe os croquis no blog do estúdio. 

Arcoweb | Veja plantas baixas dos cenários mais famosos do cinema e TV

publicado pelo portal Arcoweb em 23 de Julho de 2014.
SÉRIE BATIZADA DE ‘INTERIORS’ RECRIA DESDE O HOTEL DE ‘O ILUMINADO’ ATÉ O LABORARÓRIO DE WALTER WHITE E JESSIE PINKMAN EM ‘BREAKING BAD’
Planta da série 'Breaking Bad'
Planta da série ‘Breaking Bad’

A fim de explorar a relação entre arquitetura e cinema, o arquiteto Mehruss Jon Ahi e o cineasta Armen Karaoghlanian criaram o projeto digital “Interiors”, que reúne análises e plantas de diversos cenários de séries e filmes.

Na publicação, os profissionais recriam os diagramas de ambientes internos, como o hotel de “O Iluminado” ou o apartamento de Theodore em “Her”, investigando a importância da arquitetura em produções cinematográficas bem como a influência da disposição espacial sobre o caráter e atitudes das personagens.

As mais de 30 edições reúnem trabalhos que vão desde o laborarório de Walter White e Jessie Pinkman em “Breaking Bad” até a mansão oval de “A Bela e a Fera”, passando pelo famoso quarto de “Psicose” e um possível design da misteriosa residência de “Quarto do Pânico”.

 

As plantas e um detalhado ensaio complementar estão à venda em formatos e tamanhos diferentes na loja oficial do “Interiors”. Os preços variam de 15 a 50 dólares.

Para mais informações, acesse: www.interiors.com

 

arcoweb | Animação compila as obras-primas da arquitetura moderna; assista!

Publicado por Arcoweb em 06 de Agosto de 2014.

TRIBUTO INCLUI RESIDÊNCIAS COMO A FALLINGWATER HOUSE, DE FRANK LLOYD WRIGHT, E A FARNSWORTH HOUSE, DE MIES VAN DER ROHE

O designer gráfico Matteo Muci encontrou uma forma inusitada de prestar um tributo à arquitetura moderna e seus mestres. Ele compilou algumas das mais famosas residências modernistas em um vídeo que instiga os espectadores a adivinhar qual é o projeto que aparece “em construção”, durante a animação. A lista vai de Le Corbusier a Frank Lloyd Wright. Confira:

Oscar Niemeyer é tema de exposição gratuita no Itaú Cultural | Catraca Livre

Por Redação Catraca Livre em 30 de Maio de 2014

Crédito: Conteúdo Comunicação
O pensamento de Oscar Niemeyer da prancheta para o espaço expositivo do Itaú Cultural

Acompanhe o pensamento de Oscar Niemeyer (1907-2012) quando se debruçava em sua prancheta de trabalho, durante a exposição“Oscar Niemeyer: Clássicos e Inéditos”. A mostra fica em cartaz de 5 de junho a 27 de julho no Itaú Cultural, e apresenta pela primeira vez o conjunto da obra do arquiteto, exibindo projetos que registram sua trajetória, além de outros inéditos que nunca saíram do papel. A entrada é Catraca Livre.

Realizada em parceria com a Fundação Oscar Niemeyer, a mostra exibe mais de 300 obras, ocupando os três andares do espaço, com plantas, croquis e desenhos originais, filmes e fotos. Completam o circuito, sete maquetes, quatro delas inéditas e uma eletrônica, que apresenta o projeto para sede da Companhia Energética de São Paulo (CESP).

Agenda:

Quando: de 05 de Junho até 27 de Julho de 2014                  

Onde: Espaço Itaú Cultural | Avenida Paulista, 149 São Paulo _ (11) 2168.1736

Quanto: Entrada Gratuita

Portal G1 – Casas antigas estão abertas para visitação em São Paulo

Rodeada de árvores e escondida no Morumbi, fica a Casa de Vidro, projetada e construída por Lina Bo Bardi. A arquiteta italiana viveu nesse lugar até o fim da vida.

A residência conserva móveis originais projetados por Lina, e quase nada foi modificado internamente. No banheiro, ainda estão frascos de perfume usados por ela, e em todos os cantos há objetos que fizeram parte da vida da arquiteta e do marido, Pietro Maria Bardi.

A Casa de Vidro foi construída em 1951, quando o bairro ainda não tinha luz nem água encanada. Em 1987, foi tombada pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo) e, desde então, abriga a sede do Instituto Lina Bo e P.M. Bardi.

A visita pode ser feita mediante agendamento pelo e-mail pesquisa@institutobardi.com.br. É cobrada uma taxa de R$ 20 por pessoa, e a visitação dura aproximadamente 1 hora.

Fundação Ema Klabin
Ao lado de uma via movimentada no Jardim Europa, bairro nobre de São Paulo, está a casa da Fundação Ema Klabin. São 900 metros quadrados projetados nos anos 1950 para ser a residência de Ema Klabin e reunir seu acervo de obras de arte. A residência foi inaugurada em 1960 e, após a morte da moradora, passou a ser a sede da instituição que leva seu nome e também de um museu com a coleção particular reunida por Ema durante a vida. O imóvel é aberto para visitação pública.

Ema era filha de imigrantes italianos, apreciadora de música e arte, e começou a adquirir suas obras em viagens para a Europa e os Estados Unidos, além comprar peças de colecionadores brasileiros. Sem herdeiros, no final de sua vida, ela decidiu criar a fundação para que suas obras pudessem ser vistas pelo público. No site emaklabin.org.br, estão os eventos que acontecem na casa – uma boa oportunidade para ver as obras e o mobiliário de Ema.

A visitação acontece às sextas-feiras, das 14h às 17h, sem necessidade de agendamento. De terça a quinta, é necessário agendar e pagar uma taxa de R$ 10. Aos sábados, também há apresentação musical, com visitação livre das 14h às 16h30.

Casa Modernista
A Casa Modernista é considerada a primeira obra de arquitetura moderna do Brasil. Ela foi projetada em 1927 e construída em 1928 pelo arquiteto de origem russa Gregori Warchavchik, para ser sua residência.

Segundo o site do Museu da Cidade de São Paulo, a obra era tão impactante para a época que, para conseguir aprovação na prefeitura, o arquiteto apresentou uma fachada toda ornamentada e, quando foi finalizar a obra, alegou falta de recursos para completar essa parte.

Não há mobiliário na casa, que abrange exposições e outras atividades culturais organizadas pela Prefeitura de São Paulo. Em um dos quartos, dá para ver uma pintura original feita para os filhos do casal de proprietários.

Ao longo dos anos, a residência sofreu algumas modificações arquitetônicas, até ser tombada em 1984 pelo Condephaat. Atualmente, o imóvel recebe atividades culturais e está aberto à visitação pública e gratuita de terça a domingo, das 9h às 17h.

Plataforma 91
A casa mais antiga visitada pelo G1 fica no bairro Bela Vista, na região central de São Paulo, e foi construída em 1911. Com grandes salas e quartos ocupados por alguns móveis originais, a Plataforma 91 recebe exposições temporárias e oficinas de arte.

O casarão tem algumas heranças deixadas pelos antigos moradores, como um cilindro de aço enterrado no quintal com jornais, fotos e outros registros do ano em que foi construído. A residência está localizada na Rua Major Diogo, 91, e fica aberta para visitação quando há alguma exposição.

Não utilizar sem autorização do Instituto Lina Bo Bardi (Foto: Instituto Lina Bo e P.M. Bardi, São Paulo, Brasil/Guilherme Tosetto/G1)
Mobiliário criado por Lina Bo Bardi na Casa de Vidro (Foto: Instituto Lina Bo e P.M. Bardi, São Paulo, Brasil/Guilherme Tosetto/G1)
Fundação Ema Klabin, São Paulo (Foto: Guilherme Tosetto/G1)
Exterior da Fundação Ema Klabin (Foto: Guilherme Tosetto/G1)
Casa Modernista, São Paulo (Foto: Guilherme Tosetto/G1)
Detalhes da Casa Modernista (Foto: Guilherme Tosetto/G1)
Casa Plataforma, São Paulo (Foto: Guilherme Tosetto/G1)
Casa Plataforma 91 (Foto: Guilherme Tosetto/G1)

ARQ!BACANA: NonaBia abre as portas na OCA do Ibirapuera.

Texto tirado do site – http://www.arqbacana.com.br

Divulgação

Aconteceu ontem, 1º de novembro, o coquetel e uma cerimônia solene de abertura da mostra para autoridades, arquitetos e urbanistas e demais convidados. A abertura oficial da 9ª edição da Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo, a nonaBia, acontece hoje, dia 2 de novembro, a partir das 10h. 

Com o tema “Arquitetura para todos: construindo cidadania” e ocupando, pela primeira vez, o prédio da OCA, dentro do parque do Ibirapuera, em São Paulo, a Bia vai contar com exposições, oficinas de projeto, ateliers internacionais, seminários, fóruns de debates, além de eventos fora da OCA, como mostras nas escolas de Arquitetura e Urbanismo e em algumas estações de metrô, além de em algumas unidades do Sesc no interior do Estado.

A conferência de abertura da nonaBia acontece amanhã, dia 3 de novembro, com o arquiteto francês Dominique Perrault. O convidado vai apresentar seus projetos mais recentes no auditório Ibirapuera, às 14h. A entrada para este evento é gratuita – para as demais atrações da Bia, dentro da OCA, será cobrada entrada a partir de R$10. Além da conferência, Perrault realiza a curadoria da exposição oficial francesa na Bienal chamada “Metrópolis?”.

SERVIÇO:

9ª edição da Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo

OCA – Pavilhão Lucas Nogueira Garcez
Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Parque Ibirapuera
(11) 5083 4260 ou (11) 5083 4264

De 02/11 a 04/12 de 2011 _ terça a domingo das 10h00 às 22h00
Entrada R$ 10,00 / Estudantes R$ 5,00

Mais informações em www.nonabia.com.br